Vai em paz tio, rumo a sua última viagem nesse “trecho”

milton

Não podíamos imaginar, pegou a todos nós de surpresa e… por um instante a dor conseguiu roubar de nós a esperança e a alegria. Ainda é difícil de acreditar que ele se foi, quando sua presença ainda continua tão forte e real em nós, quando temos a sensação de que a qualquer momento ele vai entrar por aquela porta e ocupar o vazio do seu lugar, quando ainda escutamos o som de sua voz forte, quando ainda percebemos a sua presença ríspida e inacreditavelmente doce, essa mistura que só nele conseguíamos encontrar. O aperto de mãos calejadas, a benção fervorosa, o abraço esmagante, e o beijo… Ah, o beijo desconcertante, que mais parecia o desejo de eternizar os últimos momentos, o desejo de fazer tudo que ainda podia fazer, de sentir-nos bem juntos dele, de nos amar com tudo que ainda tinha e podia.

Durante a infância de muitos de nós o conhecemos como um aventureiro, um herói das histórias, um forasteiro no trecho, do qual durante anos só ouvíamos as histórias e presenciávamos a dor que a saudade causava nos seus. Uma correspondência, a notícia de que retornaria foi motivo de grande emoção, corremos para esperá-lo, depois do abraço ouvíamos seus conselhos, aventuras e histórias… Sua presença do meio de nós ultrapassou nossas ilusões e fantasias, porque aos poucos fomos percebendo que aquele homem que chamava tanta a nossa atenção era um grande herói da vida real.

Somos todos aqui participantes dessa emocionante história que foi a sua vida nesta terra, história de dor, lutas e superações, de fé e de muito amor. Mas também cada um de nós viveu com ele uma história única, pessoal e particular, se perguntássemos a cada um, tenho certeza de que todos nós teríamos inúmeros momentos marcantes vividos com ele pra contar, momentos que vamos levar pra toda a nossa vida como ensinamento e inspiração de quem soube o melhor dela tirar.

Ele foi uma daqueles poucas pessoas, iluminadas, que veio a este mundo para defender os pequenos, para o sacrifício, para fazer os outros felizes, sem nem mesmo se importar com sua própria felicidade. Ele participou afetiva e efetivamente da vida de cada um dos que amava, mesmo que isso significasse rejeição e desentendimentos momentâneos… e amou até doer! Doeu, e como doeu, a sua brava luta pra mudar o que precisava ser mudado, pra suportar a ansiedade de querer nos mostrar o que realmente importava, e assim foi se gastando dia após dia nos pequenos e intensos atos de amor.

Vó, tia Efigênia, Bia, Aldinha, Letícia, nossa pequena Isadora, pai, tios, primos e amigos. Sei que não conseguimos compreender este momento, mas nem tudo nesta vida é pra ser entendido, algumas coisas permanecerão um mistério para nós. Mas de uma coisa eu tenho certeza, meu tio nunca foi se deitar sem realizar tudo o que Deus o inspirava para cada dia, ele nunca deixou nada para amanhã, ele nunca deixou de nos ensinar, nos repreender, nos exortar, cuidar de nós, de socorrer, de dar um abraço, um sorriso, perdoar, amar, lutar, trabalhar, sofrer, se alegrar, se emocionar… Enfim, viver intensamente cada segundo de sua vida! Por isso creio que ele esteve sempre preparado para o dia em que Deus o resolvesse chamar, e esse dia chegou, e o encontrou não em uma esquina, não gastando a toa o seu pouco tempo, mas na lida de sua missão, fazendo o que lhe dava mais orgulho e prazer, trabalhando e construindo os seus sonhos, construindo o futuro dos seus. Ele fez tudo o que tinha que ter feito no tempo que Deus o permitiu fazer, e hoje quando contemplo cada olhar de dor e saudade, mas também de orgulho e amor, vejo o quanto ele semeou, trabalhou e deixou no coração de cada um de nós.

Gratidão a Deus é o que emana incessantemente dos nossos corações por toda a sua vida, por tudo que Deus o permitiu viver, aprender e realizar, pela nova chance, e pela força dada para retomar e reconstruir.  E a esperança e a alegria não se foram, elas estão presentes aqui em cada um de nós que testemunhou a sua jornada nesse “trecho”. Vai em paz rumo a sua última viagem, onde enfim se encontrará com a verdade que tanto buscou, e onde um dia todos enfim nos reencontraremos. Confiamos-te a misericórdia e a justiça de Deus. Te amamos para sempre, sempre e sempre…

Anúncios